sexta-feira, 24 de março de 2017

O cúmulo da deselegância! - Diario da "Flotilha de cores quentes em Jurujuba" 4




- Adivinhem o que faremos amanhã, eu mais meu amigo "Easy Rider"?

- Acertou quem disse que adaptaremos o reboque dos "Alegrias", que tornar-se-á temporariamente um
carrinho de transporte de motor.

- Isso com o perdão da suja e feia palavra motor.

- Desagradável isso... a gente ter de possuir um motor a bordo de um veleiro, não?

- Detesto motor!

- Detesto tudo que se move a motor.

- Queria ter nascido e morrido antes da invenção do maldito motor.

- Detesto barco a motor, principalmente os que cruzam pelo "Yankee Bravo" por barlavento, bem na hora que estou tomando meu café da manhã.

- Porque será que todos os barcos a motor precisam cruzar pelos veleiros ancorados ou navegando por barlavento?

- Lancheiro, por exemplo, só cruza por barco à vela por barlavento e à queima-roupa, pra produzir um trem de violentas marolas-tsunami e lançar um bafo de gasolina queimada na cara da gente.

- Considero isso o cúmulo da deselegância.      

Fernando Costa



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seus comentários, críticas ou elogios farão meu blog evoluir. Obrigado por participar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...