segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Walter Albatroz - velejador solitário suíço - NEWS do mês de dezembro 5





"Walter Albatroz" - dezembro de 2014 - Salvador - Bahia -  foto de Fernando Costa



- Boa noite, amigas e amigos deste serial-blog. 

- Creio que já disse isso a vocês, mas nunca é demais repetir, que penso cada vez mais em só conversar com

velejadores solitários no futuro.

- Porque?


- Porque são as pessoas mais sábias deste mundo e eu gosto muito de aprender.


- Saber pesa.


- Aprender diverte.


- A propósito entrevistei mais um velejador solitário aqui em Salvador da Bahia.


- Um velejador suíço.


- Antes dele, não sei se vocês se lembram, entrevistei um velejador solitário sul-africano em Recife, o grande Mike Horn.


- Antes do Mike Horn, entrevistei uma velejadora sueca sobre a ilha de São Vicente, Cabo Verde, a simpática Eva Kullgren. 


- Antes da Eva Kullgren, entrevistei um velejador holandês em Mindelo, São Vicente, o irreverente Jean-Paul Oostvogels.

- Bem, aqui vai a entrevista que o lobo-da*-MAR Walter Mader concedeu-me ante ontem.


- Espero que gostem.


- Eu?


- Eu adorei!


- Detalhe, a bem da concisão, deixei de transcrever várias estórias interessantes que o Walter contou-me.


Fernando Costa


ENTREVISTA DO VELEJADOR SOLITÁRIO SUIÇO WALTER MADER


Fernando - Como você bem sabe, muitos julgam o ato de velejar em solitário uma grande loucura, mas diga-me porque você gosta tanto de navegar sozinho?


Walter - Pra mim, velejar em solitário jamais foi loucura e sim minha maneira favorita de filosofar e orar.


Fernando - Qual seu maior prazer a bordo do seu belo e sólido veleiro "Papillon"?


Walter - Ler um livro importante em alta* MAR, mergulhado em silêncio absoluto e sem a possibilidade de ser interrompido ou perturbado por outra pessoa.


Fernando - Quais os livros você mais gostou de ler?


Walter -  "Os Irmãos Karamazov
" de Dostoievski, "Os Anos Vertiginosos" de Philipp Blom e "O Coração das Trevas" de Joseph Conrad.

Fernando - Se em vez de um ser humano, você fosse uma criatura MARinha, qual delas você seria?

Walter - Um albatroz.


Fernando - Qual foi sua última e qual será sua próxima viagem?


Walter - Bem, a próxima ainda não sei qual será e a última foi uma travessia do Atlântico no sentido norte-sul, de Portugal até Salvador da Bahia. Mas saiba que eu já realizei cinco grandes viagens MARítimas, entre elas duas volta ao mundo, nem todas em solitário.


Fernando - Como você definiria a* MAR, com uma frase curta?


Walter - A* MAR é um lugar profundo, com um horizonte aberto a novas aventuras.


Fernando - Quais foram seus grandes gurus velejadores solitários?


Walter - Na verdade não os tive. Quando comecei a navegar em plenos anos 70, não tinha conhecimento, por exemplo, da existência de Bernard Moitessier. 


Fernando - Qual o momento mais perigoso que você viveu na* MAR?


Walter - Confesso que senti muito medo em algumas situações, mas não enfrentei nenhum perigo de morte, embora tenha perdido o leme do meu veleiro a mais de 1000 milhas de terra, em pleno oceano Pacífico e posteriormente tenha encalhado num recife de coral na costa da Nova Guiné.


Fernando - Quais os três conselhos você daria a um velejador solitário debutante?

Walter - Fazer tudo calmamente. Jamais navegar com muita vela. Acreditar que a* MAR tem coisas muito mais importantes que fama e dinheiro a lhe oferecer.


Fernando - Já que estamos no Brasil, como você se sente entre os brasileirosw

Walter - Sinto-me bem no meio do povo brasileiro. Parece-me uma gente tranquila e simpática.

2 comentários:

  1. O velejador solitário é uma classe especial, com muita confiança em si mesma.
    Apesar de confiar muito em mim, não faz parte de minhas pretensões navegar em solitário.
    Muito boa entrevista

    ResponderExcluir
  2. Salve professor Epaminondas!

    Obrigado pela visita, pelo comentário e pelo elogio.

    Após ter entrevistado vários velejadores solitários cheguei à conclusão que a maioria deles tornou-se velejador solitário pelas seguintes razãos:

    - Falta de um tripulante que concorde com seu programa de viagem.

    - Desejo de liberdade e independência absolutos.

    - Introversão, timidez ou desejo de privacidade.

    - Ciúme da divina MAR e do inteligente BARCO À VELA.

    Acho que eu me enquadro em todos esses tópicos e você?

    Grande abraço e feliz Natal.

    ResponderExcluir

Seus comentários, críticas ou elogios farão meu blog evoluir. Obrigado por participar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...