segunda-feira, 8 de maio de 2017

Ponto máximo na sexta tentativa! - Ragevan 2 - 2




Enseada de Jurujuba


  
 - Acreditem se quiserem colegas velejadores, mas além de bater meu próprio recorde, ainda fiz pela primeira vez 200 pontos nesse duro, mas emocionante jogo.

- Sim, sim, ponto máximo!

- Isso na sexta
tentativa.

- Isso num circuito de dezesseis segmentos criado pela impiedosa "Madame Sorte".

- Isso com o casco da Estrela d'Alva cheio de cracas, algas e limo marinhos...

- Acreditam?

- Quem mora à margem da enseada de Jurujuba viu?

- Pode não ter entendido o que viu, mas que viu, viu!

- Para compreender melhor este post, releia a introdução da série abaixo.

Fernando Costa

----------------------

INTRODUÇÃO À SÉRIE RAGEVAN 2

-  Curiosos pra saber como se joga o "Ragevan 2"?

- Muito simples.

- Tomem uma enseada MARítima como a de Jurujuba.

- Nem grande, nem pequena.

- Selecionem 16 pontos notáveis à margem dela.

- Numerem os pontos, sendo pares de um lado e ímpares do outro.

- Por exemplo, Boa Viagem - 2, MAC - 4, Enigma - 6 - Marina x - 8 O Clube - 10, Skate - 12, São Francisco (Igreja) - 14, Charitas (Fundeadouro) - 16

 Macacos - 1,  Jurujuba (Igreja) - 3, Jurujuba (Clube) - 5, Mexilhões - 7, Projeto Grael - 9, Yankee Bravo 2 - 11, Árvore da Restauração - 13, Ilha dos Amores - 15.  

- Sorteiem os números.

- Liguem os pontos dois a dois em sequência.

- Vejam por exemplo o circuito J 3 do último Ragevan que disputei.

- "Yankee Bravo 2 Jurujuba (Igreja) > Jurujuba (Clube) > MAC > Charitas (fundeadouro) > Árvore da Restauração > O Clube > Macacos  etc...

- Mais complexo, mas bem mais emocionante que uma regata, podem crer.

- Regatas disputam-se em torno das três boias de sempre.

- Enquanto que pra completar um circuito Ragevan 2 vocês precisam navegar ao longo de 16 seguimentos diferentes.  

- Experimentem!

- É emocionante e dispensa concorrentes, medalhas de falsos ouro, prata ou bronze, pódio, tempo bom, feijoada e cerveja.

- Também dispensa futricas, brigas entre concorrentes, pedidos de recurso, protestos, conflitos a bordo, motins, caras amarradas, porrada...

- Todas essas coisas feias que quase toda regata inclui.

- Meu lema é e sempre foi, "velejar por velejar"...

- Participei de algumas regatas no passado e sinceramente...  

- Cála-te boca!

Fernando Costa     

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seus comentários, críticas ou elogios farão meu blog evoluir. Obrigado por participar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...