terça-feira, 6 de outubro de 2015

Brasil crescerá sem aquecer o planeta - 30 importantes matérias sobre o meio ambiente 6



Olhar cálido - foto de Fernando Costa



MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE

Brasil crescerá sem aquecer o planeta


As medidas futuras de desenvolvimento do País aquecerão a economia e, ao mesmo tempo, permitirão o corte de emissões de gases de efeito estufa. Em audiência pública no Congresso Nacional, nesta quinta-feira (01/10), a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, declarou que as metas brasileiras de redução de carbono foram construídas com base nas ações e políticas propostas diferentes setores do governo, desde a agricultura até o
Ministério da Fazenda.

 O objetivo é reduzir 37% das emissões até 2025 e 43%, até 2030 - ambos em comparação aos níveis de 2005. Os números foram divulgados no último domingo (27/09) pela presidenta Dilma Rousseff e fazem parte da Contribuição Nacionalmente Determinada (INDC, na sigla em inglês) do Brasil para o futuro acordo climático que será negociado e aprovado no fim do ano, em Paris. O objetivo é estabelecer um compromisso global capaz de limitar o aumento da temperatura média da terra a até 2°C.

 PLANEJAMENTO

A ministra destacou que a meta brasileira envolve um trabalho conjunto de diferentes ações e políticas públicas. “É uma proposta de redução absoluta em toda a economia”, declarou. “A INDC é baseada no planejamento oficial do governo.” Segundo ela, os números foram calculados a partir de modelos matemáticos construídos em parcerias com órgãos como o Instituto de Pesquisas Espaciais e Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

 Classificada como uma das mais ambiciosas, a meta brasileira de redução de emissões coloca o Brasil em posição de destaque frente à comunidade internacional. Segundo Izabella Teixeira, a redução verificada pelo País atualmente é igual ao que a União Europeia promete alcançar somente em 2030. “O nosso compromisso, agora, é ir além”, afirmou a ministra.

O Brasil pretende atingir as metas por meio de intervenções em setores como o de energia, com objetivo de assegurar 45% de fontes renováveis, incluindo as hidrelétricas. Enquanto isso, a média global é de apenas 13%. “O esforço será feito para manter a matriz renovável e a segurança energética mesmo com o crescimento de população e outras mudanças que vêm ocorrendo”, garantiu Izabella.

 SAIBA MAIS

Apesar de considerado natural, o efeito estufa tem aumentado nas últimas décadas e gerado as mudanças do clima. Essas alterações são fruto do aumento descontrolado das emissões de substâncias como o dióxido de carbono e o metano. A liberação desses gases na atmosfera ocorre por conta de diversas atividades humanas, entre elas o transporte, o desmatamento, a agricultura, a pecuária e a geração e o consumo de... LINK

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seus comentários, críticas ou elogios farão meu blog evoluir. Obrigado por participar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...