quinta-feira, 8 de junho de 2017

Bom velejador é o que veleja bem com pouco vento - Ragevan 12


Enseada de Jurujuba - Mapa do J - 21

  
 - Se for verdade que a mais importante qualidade do navegante é a paciência, recebi ontem uma tremenda lição da mais importante virtude do velejador.

- Mestre Éolo soprou fraquíssimo o dia todo e de todas as
direções possíveis e imagináveis.

- Várias vezes saiu de cena deixando-nos eu mais minha querida Estrela* boiando na enseada de Jurujuba.

- Apesar de entrarmos tarde (10 horas) na raia, conseguimos completar o circuito criado por mim mesmo e marcamos ponto máximo (500 pontos).

 - Atenção que o critério de pontuação mais o mapa do jogo mudaram.

- Confiram sobre a imagem acima.

- Realizamos o circuito J 21 que eu apelidei de "oito".

- Apesar da palidez do vento houve momentos de puro prazer.

 - A velejada de Boa Viagem - Morcego, por exemplo.

- Meu prazer só não foi maior porque perdi meu chapelão de palha na praia da Areia Grossa e sol castigou-me a pele.

- Não sei se vocês perceberam mas entre Jurujuba e a Ponta de Icaraí velejei com a "Estrela" guiada pelo piloto automático* (entenda-se um pedaço de elástico amarrando à cana do leme e presa a um cunho).

- Dizem os entendidos que bom velejador é aquele que veleja bem com pouco vento.

- Se isso for verdade ontem eu velejei bem...

Fernando Costa  

    

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seus comentários, críticas ou elogios farão meu blog evoluir. Obrigado por participar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...