quarta-feira, 17 de agosto de 2016

- O resto é vaidade e aflição de espírito







- O grande Robert Scheidt não conquistou nenhuma medalha nesta olimpíada...

- Pra maioria dos brasileiros que só valorizam essas pobres medalhinhas de falso ouro ou prata ou bronze, isso é grave.

- Gravíssimo, no dizer do machadiano José Dias.

- Pra mim não é, nunca foi não...

- Querem saber o que encantou-me e que eu jamais
esquecerei?

- Assistir o Robert Scheidt preparar seu pequenino laser pra navegar.

- Onde isso?

- Na rampa do Iate Clube do Rio de Janeiro, em novembro do ano passado.

- Impressionante a rapidez, a precisão e a elegância dos seus movimentos.

- Quanto às medalhas...

- Espero sinceramente que a partir de hoje, o Robert Scheidt passe a gostar do que eu adoro fazer.

"Velejar por velejar."

- O prazer de velejar a bordo de qualquer veleiro é tão grande que dispensa a conquista de medalhas. 

- E depois quem disse que a prática de esportes só faz sentido quando termina em cima do pódio?

- A prática esportiva, segundo Platão, tem como objetivos a conquista da beleza (bronze), da força física (prata) e da saúde (ouro).

- Eis as três únicas medalhas* que todo desportista deveria almejar.

- O resto é vaidade e aflição de espírito.

- Temos de acabar com essa mania brasileira de só valorizar atleta que conquista medalhas.

- Engraçado, justamente o país que menos investe nos esportes só aplaude, só festeja, só endeusa medalhistas.

- Plantar não planta, mas quer colher bronze, prata e até ouro???!!!

- Ha ha ha ha ha ha...

- Ah Brasil, Brasil, Brasil!

- Toma jeito de país Brasil!

Fernando Costa


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seus comentários, críticas ou elogios farão meu blog evoluir. Obrigado por participar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...