domingo, 3 de abril de 2016

- "Só esta noite!" - 30 memórias sobre a mais difícil, pra não dizer impossível, das minhas travessias OCEÂNICAS




Peças sobressalentes para o Leme-de-Vento compradas por mim em João Pessoa - 2016 - foto de Fernando Costa


- Por sorte nossa a primeira noite de viagem de 20 para 21 de março de 2016 foi de tempo bom.

- Ventos calmos.


- Boa visibilidade.


- Pequenas ondas.


- Lua cheia boiando no céu.


- A rainha Netuna* foi mais que

gentil conosco.

- Navegamos rumo ao norte levando o roxo-e-amarelo "Carlitos" como já lhes disse, no braço.


- "Só esta noite!"


 - Disse SHV* e concluiu:


- Amanhã, durante o dia, consertaremos o leme-de-vento.


- Ha ha ha ha ha ha !... 


- Tão bom a gente viajar sob as ordens de um skipper que além de bom skipper é também ator de teatro, não?


- Se em terra firme não conseguimos recuperar o leme-de-vento durante três semanas de batalha, porque o faríamos a bordo de um veleiro navegando em alta* MAR ao longo de apenas um dia?


- Só rindo...


- Rindo pra não chorar de desespero.


- Disse a SHV* que não estava disposto a timonear 12 horas por dia, durante 30 dias consecutivos e ele respondeu-me furioso num alto brado varonil.


- Ou você timoneia ou pula n'água!!!


- Ha ha ha ha ha !


- Comecei a cantar pros meus botões ouvirem.


- "Entrei de gaiato num navio, entrei, entrei pelo cano."


- Quando digo SHV*, entenda-se Skipper-Holandês-Voador*.


- Quem mesmo?


- Um certo personagem do romance "Ouragan" de Jéromine Pasteur, que mudou de nickname ao longo desta nova estória de provações MARítimas.


Fernando Costa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seus comentários, críticas ou elogios farão meu blog evoluir. Obrigado por participar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...