domingo, 27 de setembro de 2015

Instantes dos crepúsculos, nascer e por-do-sol - 30 ótimos desenhos para ajudar você a entender a navegação astronômica 27







CREPÚSCULOS, NASCER e POR DO SOL

Os instantes tabulados no Almanaque Náutico para nascer e pôr-do-Sol e crepúsculos obedecem às seguintes definições:

a. Nos instantes dados nas Tábuas do nascer e do pôr-do-Sol, o seu limbo superior está no horizonte visual, para um observador no nível do mar e com o horizonte claro.

b. Nos instantes correspondentes ao início e ao fim do crepúsculo civil, o centro do Sol está 6º abaixo do
horizonte, isto é, a distância zenital (z) do Sol é igual a 96º. A intensidade de iluminação nos instantes dados para o crepúsculo civil (em boas condições atmosféricas e na ausência de outra iluminação) é tal que os planetas e as estrelas mais brilhantes são visíveis e o horizonte está perfeitamente delineado.

c. Nos instantes correspondentes ao início e ao fim do crepúsculo náutico, o centro do Sol está 12º abaixo do horizonte, isto é, a distância zenital (z) do Sol é igual a 102º. Nos instantes tabulados para o crepúsculo náutico, o horizonte normalmente está invisível, sendo demasiadamente escuro para a observação de alturas com sextante.

Assim, o crepúsculo civil da manhã (matutino) inicia-se quando o centro do Sol está 6º abaixo do horizonte e termina quando o limbo superior do Sol tagencia o horizonte visual do observador. O crepúsculo náutico da manhã, por outro lado, começa quando o centro do Sol está 12º abaixo do horizonte e seu término coincide com o fim do crepúsculo civil da manhã (isto é, com o nascer do Sol – limbo superior tangenciando o horizonte visual).

À tarde, o crepúsculo civil vespertino inicia-se quando o limbo superior do Sol tangencia o horizonte visual do observador e termina quando o centro do Sol está 6º abaixo do horizonte. O crepúsculo náutico da tarde também começa no pôr-do-Sol (limbo superior tangenciando o horizonte visual do observador) e seu término ocorre quando o centro do Sol está 12º abaixo do horizonte.


extrato do livro 
NAVEGAÇÃO, CIÊNCIA E ARTE 
de Altineu Pires Miguens

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seus comentários, críticas ou elogios farão meu blog evoluir. Obrigado por participar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...