sexta-feira, 3 de abril de 2015

Iano Manah - velejador solitário e artista plástico francês - NEWS do mês de abril 4



Iano Manah, velejador solitário francês



- Boa noite, amigas e amigos deste serial-blog dedicado à* divina* MAR, ao inteligente BARCO À VELA e ao sagrado MEIO AMBIENTE. 

- Tenho uma boa notícia pra vocês, que admiram os velejadores solitários, tanto quanto eu.


- Conheci e entrevistei mais um, pra nossa coleção*! :)


- Desta feita trata-se de um velejador francês, que além de navegante é músico, cantor, compositor, artista plástico e

"curandeiro" (entenda fisioterapeuta polivalente) de talento.

- Antes dele, não sei se vocês ainda se lembram, entrevistei o filosófico suíço Walter Mader, em Salvador, Bahia.


- Antes do Walter, tive o privilégio de entrevistar o grande velejador solitário e explorador sul-africano/suíço Mike Horn, em Recife, Pernambuco.


- Antes do Mike Horn, entrevistei uma velejadora sueca sobre a ilha de São Vicente, Cabo Verde, a simpática Eva Kullgren. 


- Bem, aqui vai a entrevista que Iano Manah, concedeu-me ante ontem, dia 1º de abril, aqui no Rio de Janeiro, a bordo do seu belo e perfumado veleiro "L'Africain", após um delicioso jantar ecologicamente correto (só legumes + frutas como ingredientes) preparado por ele mesmo.


- Espero que gostem.


- Eu?


- Eu adorei a entrevista, o jantar e a longa conversa que se seguiu!


- Detalhe, a bem da concisão, deixei de transcrever várias estórias interessantes que o gentil gaulês Iano (que navega e vive a bordo de seu veleiro, há mais de 18 anos) contou-me em off.


Fernando Costa


ENTREVISTA DO VELEJADOR SOLITÁRIO FRANCÊS IANO MANAH.


Fernando - Como você bem sabe, muitos julgam o ato de velejar em solitário uma grande loucura, mas diga-me porque você gosta tanto de navegar sozinho?


Iano - Velejo solo para sentir-me vivo. Para entrar em sintonia com a mãe natureza e descobrir qual é meu pequenino, infinitesimal, quase desprezível, lugar no seio deste colossal universo.


Fernando - Qual seu maior prazer a bordo do seu belo e sólido veleiro "Papillon"?


Iano - Tocar meus instrumentos (violão + flauta transversa) e compor canções sob influência do rock e do jazz.


Fernando - Já que você é compositor, diga-me, quais os músicos brasileiros você mais admira?


Iano -  Gonzaguinha, Luís Melodia e Seu Jorge.


Fernando - Se em vez de um ser humano, você fosse uma criatura MARinha, qual delas você seria?


Iano - Um golfinho.


Fernando - Qual foi sua última e qual será sua próxima viagem?


Iano - Bem, a última foi a travessia Cabo Verde-Rio de Janeiro, passando por Salvador da Bahia. A próxima ainda não sei qual será.


Fernando - Qual sua máxima favorita?


Walter - "Impose ta chance, serre ton bonheur et va vers ton risque. A te regarder, ils s’habitueront." / René Char


Fernando - Qual é seu grande guru-velejador-solitário?


Walter - Bernard Moitessier. 


Fernando - Qual o momento mais perigoso que você viveu em alta* MAR?


Iano - Uma impressionante troca de olhares, "face a face" com uma certa orca, que investiu contra o meu barco, mas felizmente mudou de ideia no último minuto e não nos atacou.


Fernando - Quais os três conselhos você daria a um velejador solitário debutante?


Iano - primeiro* - Respeitar a* MAR.  segundo** - Não planejar demais ou seja reservar lugar para o inusitado. terceiro*** - Não atravessar o oceano para fugir de alguma coisa ou de alguém.


Fernando - Já que estamos no Brasil, como você se sente entre os brasileiros?


Iano - Adoro os brasileiros e o Brasil, em especial Salvador da Bahia, onde vivi uma das experiências mais emocionantes da minha vida, junto à foz do mágico rio Paraguassú.



 - Eh bien, merci beaucoup pour cet agréable interview et bon vent ami Iano Mana.

Fernando Costa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seus comentários, críticas ou elogios farão meu blog evoluir. Obrigado por participar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...