quinta-feira, 26 de março de 2015

O achamento do Brasil - 30 números favoritos da excelente revista portuguesa OCEANOS 26



Leia uma introdução a esta série de 30 posts clicando aqui.


link-da-imagem



“A 22 de abril toparam pela manhã com aves, a que chamam fura-buchos... e, a horas de véspera tiveram vista de terra, isto é, primeiramente de um grande monte, mui alto e redondo... o  capitão pôs nome o Monte Pascoal e à terra... Vera Cruz.”

Pero Vaz de Caminha

39 - O achamento do Brasil, Lisboa, CNCDP, Julho/Setembro 1999

MAGALHÃES, Joaquim Romero, “Editorial”,  p. 5.
GUEDES, Max Justo, “O Descobrimento do Brasil”,  pp. 8 – 16.
COUTO, Jorge, “A Expedição Cabralina: Casualidade versus Intencionalidade”,  pp. 18 – 31.
GÓES, Synésio Sampaio, “Navegantes do Brasil”,  pp. 34 – 52.
FARINHA, António Dias, “A Viagem de Pedro Álvares Cabral ao Brasil e à
Índia”,  pp. 54 – 68.
DOMINGUES, Francisco Contente, “Os Navios de Cabral”,  pp. 70 – 80.
MATOS, Jorge Semedo de, “A navegação atlântica dos portugueses em 1500”,  pp. 82 – 99.
MAGALHÃES, Joaquim Romero, “O reconhecimento da costa”,  pp. 102 – 112.
GUERREIRO, Inácio, “A revelação da Imagem do Brasil (1500-1540)”,  pp. 114 – 126.
AZEVEDO, Ana Maria de, “A Carta de Pêro Vaz de Caminha e o Encontro do «Outro»”,  pp. 128 – 142.
WEHLING, Arno, “As Recepções do Descobrimento. História, memória e identidade no historicismo brasileiro”,  pp. 144 – 154.
FRANZEN, Beatriz Vasconcelos, “O «descobrimento do Brasil» nos livros didáticos brasileiros”,  p. 156 - 161.
AZEVEDO, Ana Maria de e BOAVIDA, Maria Madalena, “O «Descobrimento do Brasil» nos manuais escolares portugueses”,  pp. 162 – 168.
MIRANDA, Tiago C. P. dos Reis, “Rasgos de Veracidade”, [Recensão Crítica],  pp. 170 – 172.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seus comentários, críticas ou elogios farão meu blog evoluir. Obrigado por participar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...