quinta-feira, 1 de janeiro de 2015

- Quem foi que disse que o futuro da vela é mulher? - Retrospectiva 2014 - 30 NEWS pra contar um ano de aventura 1




Izabel Pimentel, a primeira navegadora solitária brasileira a dobrar o famigerado cabo Horn em 21/01/2014


Publicado neste blog em 25/01/2014

- Não sei se a amiga leitora tá ligada, mas dia 21 de janeiro do corrente, mais um navegador solitário dobrou o famigerado
Cabo Horn.

- Pra ser exato terça-feira passada, dia 21/01/2014 às 21 h 02.


- Navegador não, perdão, navegadora.


- Agora adivinhe a nacionalidade desta poderosa guerreira?


- Dou-lhe uma, dou-lhe duas, dou-lhe

três.

- Acertou, parabéns, brasileira!


"- Brasil, meu Brasil brasileiro... Vou cantar-te nos meus versos..."


- Sim, sim, prezada leitora, pode orgulhar-se do seu sexo, que já foi qualificado de frágil, pelos machistas de plantão e que no entanto é forte, fortíssimo.


- Tamanha conquista merece um brinde, não?


- Então bebamos à saúde de Izabel Pimentel, a primeira mulher brasileira a cometer a ousada façanha de dobrar o Cabo Horn à vela, sozinha, a bordo de um pequeno barco à vela. 


- Um modesto "Romanée" de segunda mão, em alumínio chamado "Don", medindo apenas 10,20 metros ou 33,46 pés de comprimento, sob pavilhão francês.


- E preste atenção, muita atenção, que em breve, se ela conseguir navegar de volta até Paraty ou melhor ainda, até o paralelo que passa sobre a praia de Copacabana, na cidade do Rio de Janeiro, terá concluído uma circunavegação completa do nosso aquático planeta, realizando um antigo sonho de aventura, grandeza e heroísmo, façanha que até agora, apenas 19 mulheres já cometeram.


("Sonha o que luta e pretende..."/ Caderón de la Barca)


- Heroísmo sim, exagero não. 


- Toda vez que um velejador  solitário brasileiro navegar à vela, de um ponto a outro da superfície do oceano, pode crer que se trata de um herói.


- Porque?


 - Porque nada, absolutamente nada, nos favorece, a nós, velejadores solitários, no Brasil.


- E portanto nós somos os verdadeiros heróis dos tempos modernos.


- Porque?


- Porque dos 6.000 anos que os "des-humanos" navegam na MAR, há apenas 120 navegam, quando navegam, em solitário.


- Ligada, amiga leitora?


- Navegar em solitário é,

pode crer que é, a maneira mais moderna e ousada de se navegar.

- Parabéns Princesa Izabel, parabéns mulheres do meu amado Brasil, parabéns mulheres do mundo todo! 


- Quem foi que disse que o futuro da vela é mulher?


- Acho que fui eu mesmo... 


- Querem saber se sou feminista?


- Sou não, mas torço muito pelas mulheres e reconheço que elas podem velejar muito melhor que nós homens.


- Porque?


- Simplesmente porque tem mais ligações entre o lado direito e esquerdo do cérebro.


- Qual a vantagem  que essa característica confere?


- Capacidade de realizar tarefas distintas em paralelo.


- Justamente o que nos é necessário pra navegarmos bem.


- E não fosse o trator que a maldita Sociedade de Consumo passou e passa todo dia em cima da cabeça da gente, em vez de uma só em 500 anos, veríamos dezenas, centenas de mulheres brasileiras dobrando o cabo Horn todo dia... :)


- Exagero?

- Quem disse que exagero, tem memória curta.

- Lembram-se de que no princípio do século XX, tinha muita "gente boa" apostando que mulheres jamais seriam capazes de dirigir um automóvel?

- Agora digam-me quantas motoristas existem no mundo cento e quatorze anos depois?

- Mil, cinco mil, trinta milhões?

- A lamentar o triste fato de que carro a motor é obra do diabo.

- Polui o ar, polui a terra, polui os rios, polui a divina MAR, corrompe a camada de ozônio, acidifica os oceanos, promove catastróficas mudanças climáticas.

- Destrói em fim o que há de mais precioso no universo, a vida!

- Mas até o momento só existe uma brasileira com o H de Horn, tatuado no braço esquerdo e essa mulher chama-se Izabel Pimentel!


- Palmas pra ela, que ela merece!


- Estranho, ninguém no grupo ALTAMAR comentou esse fato histórico... 

- Porque? 


- Sei lá, não sei... 


- A Mangueira é tão grande que não cabe explicação. :)


- Estão discutindo churrasqueira, gaiúta, desumidificador e meteorologia... 


- Da minha musa "Princesa Izabel", ninguém falou... 


- Minto, alguém falou sim, eu, apenas eu, "Ismael", que pertenço ao brasileiro ALTAMAR e também participo do francês Hisse-et-Oh, onde saudei nossa heroína minuto seguinte à realização da sua ousada façanha. 


- Imperdoável (não?), enquanto os franceses acompanham, comentam e discutem dia e noite a inédita aventura da cascuda Princesa Izabel, nós, que somos seus compatriotas, a negligenciamos.

- Deve ser por isso que dizem que "ninguém é profeta em sua terra".

- Pelo jeito, nem profeta, nem herói.

- Naufragados?


 - Salvos!


- Por mim!


Fernando Costa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seus comentários, críticas ou elogios farão meu blog evoluir. Obrigado por participar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...