sexta-feira, 16 de maio de 2014

No tambor da ILHA - poetas cabo verdianos cantam MAR e ILHAS 16




Cova do Paúl - ilha de Santo Antão - Cabo Verde - foto de Fernando Costa


“Depois da hora zero.

 E da mensagem-povo no tambor da ILHA.

Todas as coisas ficaram públicas na boca da
república.

As rochas gritaram árvores no peito das crianças.

O sangue perto das raízes. 

E a seiva não longe do coração.”

Corsino António Fortes 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seus comentários, críticas ou elogios farão meu blog evoluir. Obrigado por participar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...