sábado, 26 de abril de 2014

Zombando da morte - "Navio Negreiro" do genial brasileiro Castro Alves 26

Leia uma introdução à esta série de 30 posts clicando aqui.


Roscas da escravidão - foto de Fernando Costa


 Ontem plena liberdade, 
A vontade por poder... 
Hoje... cúmulo de maldade, 
Nem são livres para morrer. 
Prende-os a mesma
corrente 
— Férrea, lúgubre serpente — 
Nas roscas da escravidão. 
E assim zombando da morte, 
Dança a lúgubre coorte 
Ao som do açoute... Irrisão!... 
 
"Navio Negreiro"
 

Castro Alves

Leia uma introdução à esta série de 30 posts clicando aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seus comentários, críticas ou elogios farão meu blog evoluir. Obrigado por participar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...